Como melhorar a qualidade do futebol português...

Julgo que o futebol em geral (desde a sua formação até à alta-competição) sairia beneficiado pela subida de nível do campeonato principal que ganharia prestígio e inovação na Europa. Para além de dar três pontos à vitória e zero pontos à derrota, julgo que os empates de 0-0 deveriam levar também zero pontos, empates de 1-1 levariam 1 ponto para cada clube e empates de 2-2 ou por mais golos dariam 2 pontos a cada clube. O resultado seria que toda a gente ia querer marcar golos para evitar a derrota ou o empate a zero!Acabaria com os programas (quer de rádio, quer de televisão) de comentadores que não estão dentro do jogo, sejam ex ou actuais dirigentes, sejam meros advogados ou empresários que se alegam fanáticos dos seus clubes e se promovem por isso, ou mesmo jornalistas que não tenham formação específica sobre o jogo, mesmo que seja empírica (volta Gabriel Alves que vales mais do que qualquer um destes teóricos da bola!). Estes programas só poderiam ser feitos com pessoal ligado ao futebol, ex ou actuais jogadores ou treinadores e ponto final (vejam os exemplos dos outros campeonatos ou mesmo do basquetebol da NBA).Nos programas de televisão promover o destaque aos grandes momentos do jogo: o drible, o passe mágico, o golo bonito. Estes lances têm que ser elogiados logo na altura (por exemplo quando um comentador faz um directo!) e depois nos resumos repetidos algumas vezes quando forem geniais. Reparem na diferença brutal dos elogios que os comentadores desportivos fazem a estes lances de génio durante e após os jogos em países como Espanha, Argentina, Brasil, entre outros, e os nossos comentadores que ficam cegos a estes pormenores de classe e só se focam nos jogadores que correm mais, que fazem mais faltas, que ocupam espaços, que chutam apenas e só!São apenas alguns exemplos, gostaria de ouvir a opinião sobre estas medidas pelos Relvas e também que apresentassem outras ainda.Dean Saunders

Notícias: 1ª Liga