Janeiro pago no Estrela afasta hipótese de greve para já


Janeiro pago no Estrela afasta hipótese de greve para já
A greve está para já fora de hipótese no Estrela da Amadora. O presidente do clube pagou ao plantel o ordenado referente ao mês de Janeiro, continuando por saldar os salários de Fevereiro, Março e, em alguns casos, Dezembro. No Bessa foi anunciada na terça-feira a greve ao jogo com o Nacional, também por causa dos salários em atraso.


O plantel do Estrela tinha dado à direcção a data-limite de terça-feira para receber pelo menos parte dos ordenados. Se isso não acontecesse ameaçavam com a tomada de medidas drásticas. O presidente do Estrela, António Oliveira, lá conseguiu desenterrar o dinheiro para saldar o mês de Janeiro. «Tenho tentado realmente cumprir com estes briosos profissionais», alega o dirigente, lamentando contudo que as verbas de que depende o clube «se têm atrasado».

António Oliveira destaca ainda que o Estrela está «constantemente a ser alvo de penhoras e muitas vezes temos de desviar o dinheiro para essas situações», diz. «Foi o que aconteceu ainda hoje, pois mais uma penhora chegou ao clube», conclui.


Entretanto, no Bessa, a direcção publica um comunicado, onde atesta que «compreende o desconforto que o problema dos salários em atraso provoca aos jogadores, desconforto que compartilha». No mesmo documento os responsáveis do Boavista alegam que «continuam a desenvolver todos os esforços para resolver o problema», mas notam que os três processos disciplinares abertos pela Liga ao clube, no âmbito do "Apito Dourado", e que podem ditar a descida de divisão, não vêm ajudar em nada esses intentos. A SAD do Bessa realça que esta situação «não constitui a melhor motivação para eventuais investidores».

O Boavista joga no próximo sábado em Guimarães e esse jogo não está em risco. Mas se a SAD não conseguir saldar as dívidas para com os atletas, ou pelo menos parte delas, até à sexta-feira da próxima semana, os jogadores não vão comparecer ao encontro com o Nacional da jornada 27.


Notícias: 1ª Liga