Jesus: FC Porto ganhou com golo muito duvidoso

"A penalidade não existiu, senão havia penaltis destes todos os dias", diz o treinador do Benfica so

Jorge Jesus, treinador do Benfica, considera que "o FC Porto ganhou com um golo muito duvidoso" na partida inaugural do campeonato 2011/2012, frente ao Vitória de Guimarães. "Para mim, a penalidade não existiu, senão havia penaltis destes todos os dias", refere o técnico sobre o lance que colocou nos pés de Hulk o tento do triunfo.

A vitória dos dragões no arranque da Liga, bem como os empates dos mais diretos rivais, "moralizaram o campeão nacional", assume Jorge Jesus, relevando contudo que "nada está perdido" e que "os campeonatos não se ganham nas primeiras jornadas".

De resto o treinador vaticina que vai ser um campeonato "mais forte" e "mais equilibrado". "O FC Porto está igual, o Benfica está mais forte e o Sporting quer estar mais forte", frisa, desvalorizando ainda a saída de Falcao do Dragão. Até porque diz que os rivais do Norte se reforçaram "com grande qualidade".

Na antevisão da estreia do Benfica na Luz, em jogos da Liga desta época, Jesus aponta a vitória como única meta desejável frente ao Feirense. "Começámos o campeonato com a expetativa alta e queremos começar no nosso estádio com um triunfo", atesta.


Sobre o adversário frisa que se apresentará "muito preocupado com o momento do jogo defensivo" e que alinhará "à espera do contragolpe".

Para a partida de sábado Jesus revela que não vai contar nem com Rodrigo, nem com Rodrigo Mora. O primeiro ficará de fora por só ter chegado na quinta-feira ao clube, depois de ter representado a Espanha no Mundial de sub-20, enquanto o segundo sofreu uma lesão muscular.

Em relação ao Rodrigo espanhol, Jesus diz ainda que é um jogador com que conta "muito para o presente e para o futuro".

 

Notícias: 1ª Liga