Liga: FC Porto vence na Luz e reforça liderança


Liga: FC Porto vence na Luz e reforça liderança
O FC Porto venceu o clássico na Luz e aumentou para sete pontos a vantagem sobre o Benfica. Um lance individual de Ricardo Quaresma, que resultou num golo de trivela, resolveu o jogo. Fica assim consumada a primeira derrota dos encarnados em casa, após mais de 30 jogos. De registar que, para o campeonato, o Benfica já não perdia há mais de um ano. Quanto aos dragões, vitória justa que permite consolidar a liderança da Liga. De destacar ainda os três mil adeptos do FC Porto que, no Estádio da Luz, muito se fizeram ouvir.
No final do encontro, ambos os treinadores estavam de acordo quanto à justiça do resultado.

Jesualdo Ferreira revelou-se bastante satisfeito com o desempenho da sua equipa frente ao seu rival mais directo. «Ganhámos onde o Benfica não perdia há mais de 30 jogos e acho que o resultado foi justo», afirmou, acrescentando: «O FC Porto dominou e controlou o jogo na primeira parte».


Quanto ao segundo tempo de jogo, o treinador portista admite que os encarnados entraram mais fortes. «O Benfica pressionou muito na segunda parte, a minha equipa acusou alguma fadiga como consequência de uma semana muito intensa, mas fomos colectivamente muito fortes e ultrapassámos tudo isso com muita solidariedade».

Para terminar, Jesualdo Ferreira congratulou os jogadores pela exibição realizada: «Às vezes, é preciso perder para encontrar o caminho certo. Tenho de felicitar a minha equipa, que foi brava».


José Antonio Camacho assumiu o fraco desempenho dos encarnados, em particular nos primeiros 45 minutos. «Fomos menos espertos que o FC Porto, porque na primeira parte perdemos demasiadas bolas», declarou o técnico espanhol, que destacou o segundo tempo, o qual, de acordo com o próprio, «foi disputado quase sempre no meio campo do Porto».

Relativamente aos sete pontos que agora separam as duas equipas, Camacho apenas referiu que ainda falta muito para o campeonato terminar: «Estamos a trabalhar e vamos ver onde chegamos. Agora tudo depende do FC Porto mas há ainda muitos jogos para disputar».

De salientar que o próximo embate do Benfica é já esta terça-feira, na Ucrânia, frente ao Shakhtar, jogo que, em caso de vitória, assegura à formação encarnada um lugar na Taça UEFA. Para este encontro, Camacho garante que a sua equipa vai «dar o máximo».


Ricardo Quaresma afirmou que «é sempre especial ganhar ao Benfica» e, apesar de ter sido o autor do único golo da partida, destaca, acima de tudo, a vitória conquistada. «Foi um bom golo, que ainda não vi na televisão, mas o mais importante foi a vitória», referiu o número sete do FC Porto.

Em relação à vantagem consolidada na Liga, o jogador relembra a época passada, salientando que é necessário «continuar a trabalhar e, claro, continuar a ganhar».

«No ano passado tínhamos mais pontos e perdemos bastantes. No final andámos a discutir o campeonato com o Sporting, mas penso que este ano não vai acontecer isso», afiança.

Neste encontro registaram-se algumas lesões que deixaram marcas em três jogadores do FC Porto. Tarik saiu na segunda parte, com um hematoma na perna direita, e Ricardo Quaresma, também substituído depois do intervalo, apresenta-se com uma contusão na coxa esquerda.

Pedro Emanuel, para além de um forte hematoma na cara, teve de levar cinco pontos, depois de um lance disputado no ar com Cristián Rodriguez.

Imagens: Lusa

Notícias: 1ª Liga