Madaíl e Hermínio em divergência

Para Hermínio Loureiro o encontro com Madaíl foi «muito positivo», salientando que visou definir «um conjunto de actividades para o futuro» no sentido de encetar uma «cooperação estratégica». «A Liga encara a FPF como um parceiro e não um obstáculo», salienta o presidente da Liga de Clubes, embora a postura de Madaíl revele alguma oposição às medidas que a direcção de Hermínio pretende implementar, a começar pela profissionalização dos árbitros. Para o presidente da FPF esta ideia «não tem pernas para andar»; «as pessoas devem estar conscientes das dificuldades para a criação de uma carreira profissional de árbitro e dos encargos financeiros inerentes», alerta Madaíl. E Hermínio aponta que se trata de «um caminho longo que exige estudo, ponderação e responsabilidade».Quanto à criação da Taça da Liga, o presidente da LPFP realça que o objectivo é promover «mais competição, espectáculo e receitas». Mas Madaíl, embora assegurando que «a Federação não irá criar obstáculos ao projecto», nota que o calendário actual «pode criar dificuldades à criação da competição».Susana Valente

Notícias: 1ª Liga