Mãe e filho espancados por serem adeptos do FC Porto

Família agredida em Ribeira de Pena, depois do V. Guimarães-FC Porto da primeira jornada da Liga, po

Uma senhora de 55 anos e o seu filho foram violentamente agredidos, em Ribeira de Pena, depois de terem gritado "viva o Porto" no fim do jogo entre os dragões e o Vitória de Guimarães, da Jornada 1 da Liga 2011/2012. O relato é do Jornal de Notícias que apurou que a família adepta do FC Porto foi espancada por cerca de 15 indivíduos.

As agressões terão sido levadas a cabo com recurso a cabos elétricos, paus e facas num café de Ribeira de Pena.


"Choviam cadeiras, levámos com pontapés e com cabos elétricos", conta a mulher agredida no referido jornal. Natividade Cunha, de 55 anos, "sofreu graves hematomas em todo o corpo", refere o diário. "Parecia o fim do mundo. Pensei que ia morrer", lamenta ainda a adepta portista. "A GNR teve de nos escoltar à auto-estrada e só fiquei descansada no hospital de Vila Real. Nem sequer assistimos ao jogo e não houve picardias. Limitei-me a bater palmas ao meu clube na esplanada de um café", conta também.

Notícias: 1ª Liga