Problema actual e futuro da 1ª Liga

De facto, emprestar-se 13 jogadores a uma Liga com "apenas" 16 equipas é obra. No mínimo, é estranho pouco se falar desta "liberdade" na nossa Liga.A meu ver, este tipo de situação encobre não só resultados desportivos (ou a sua suspeição), mas sobretudo a vida financeira dos clubes e também a competitividade dos clubes de ano para ano.Uma Liga para ter sucesso precisa de clubes donos dos seus narizes, por isso mesmo creio que os empréstimos deveriam ser possíveis mas a um número reduzido. Inclusive defendo que o tempo que um jogador possa estar como "emprestado" seja limitado.Assim sendo, propunha que os clubes só pudessem emprestar até 3 jogadores no mesmo escalão e que cada jogador apenas pudesse usufrir da condição de emprestado durante um máximo de 3 anos (seguidos ou intercalados).O que acham desta ideia caros relvas?Cumprimentos Futebolísticos!SuperGuerreiroII

Notícias: 1ª Liga