Subida do Belenenses é “rotura” no futebol português

Presidente da AF Lisboa considera que Norte está a perder importância no desporto-rei. Concorda?

Nuno Lobo, presidente da Associação de Futebol de Lisboa, considera que a subida do Belenenses à I Liga é mais um passo no sentido da liderança da capital no panorama do futebol nacional. Na próxima temporada, sublinhe-se, haverá quatro equipas do distrito no escalão principal: Benfica, Sporting, Estoril e Belenenses.

"A AF Lisboa congratula-se por este facto notável do Belenenses, que depois de três anos regressa ao escalão principal do futebol. Temos vindo a dizer que Lisboa quer assumir novamente a liderança do futebol nacional e é com grande alegria que vemos quatro clubes de Lisboa na I Liga - um quarto das equipas da principal prova. Sem esquecer o Atlético, que se irá manter na II Liga. E há ainda a esperança na subida do Mafra, que a acontecer significaria que Lisboa teria na próxima época seis clubes nas ligas profissionais”, sublinhou o dirigente, em entrevista à rádio Antena 1.

Para Nuno Lobo, este é um momento de “rotura”. “Estou convicto de que isto é a rutura do futebol português, que vai pôr um fim no apogeu das equipas do norte e do centro do país que aconteceu ao longo dos últimos 30 anos. Nós, a nível de Lisboa, podemos começar a ganhar títulos a nível nacional, tanto na I Liga como na II Liga, e sobretudo poderemos ter uma vez muito mais interventiva em todos os palcos e fóruns do futebol português, como a FPF e a Liga. Ou seja, a subida do Belenenses significa que Lisboa assume uma maior preponderância e poder, não só a nível desportivo e competitivo, mas também a nível dos fóruns principais de discussão do futebol português”, acrescentou.

Notícias: 1ª Liga