U. Leiria-Feirense: oito contra onze e 0-4 (final)

Os oito resistentes da União ainda aguentaram o nulo até à última jogada da primeira parte. Goleada

Os oito resistentes da União ainda aguentaram o nulo até à última jogada da primeira parte. Goleada no segundo tempo. Feirense venceu por 4-0 na Marinha Grande.

Oblak; Abdullah, Pedro Almeida, Shaffer; Filipe Oliveira, Ogu, Nicklas Barkroth; Djaniny. Quatro jogadores emprestados pelo Benfica, dois juniores e dois desistentes da rescisão. É esta a equipa da União de Leiria, contra o Feirense.

Os oito resistentes, a jogar contra onze, aguentaram o nulo até ao período de descontos da primeira parte, quando Miguel Pedro inaugurou o marcador.

A pouco menos de uma hora do duelo muito esperado, estavam zero adeptos nas bancadas do Estádio da Marinha Grande. Entretanto foram chegando centenas de seguidores, a maioria dos visitantes.

A reportagem da Antena 1 contou sete jogadores da U. Leiria prontos para o duelo, mas ao todo seriam oito atletas, revelou Mário Cruz, presidente do clube.

Além dos seis atletas que mantêm contrato (Gottardi está lesionado), Abdullah Alhafedh e Keita furariam a rescisão coletiva, segundo o dirigente.

Mais tarde juntou-se o nome de John Ogu, que também aparece na ficha de jogo e por isso alinha pela U. Leiria. 

A partida vai mesmo realizar-se, com a União de Leiria a entrar em campo com oito jogadores. Oito porque Keita estava na ficha de jogo, mas não entrou no relvado com a restante equipa.

A solução possível - "Foi a solução possível, a que estava ao nosso alcance", afirmou Mário Cruz à rádio pública, que aproveitou para "agradecer de norte a sul do país" as palavras de apoio.

"A direção vai fazer todos os possíveis para dar continuidade à obra" iniciada há mais de 35 anos, acrescentou.

Mário Cruz disse ainda: "Há muita coisa que nos é alheia e coisas que serão esclarecidas um dia".

Notícias: 1ª Liga