Valente Vitória vence dérbi minhoto

Guimarães vence Braga 1-0 e mantém chama do 4º acesa.

Jogou-se esta sexta-feira mais um dérbi minhoto, onde o Vitória de Guimarães recebeu no Estádio Afonso Henriques o rival Sporting de Braga. A equipa de Rui Vitória a precisar de uma vitória se ainda pretendia manter esperança de alcançar o 4º lugar do Braga, e os bracarenses a não quererem deixar fugir o Sporting na terceira posição.

Carlos Xistra foi o árbitro nomeado para este jogo, que abre a 29ª jornada da Liga portuguesa.
O Vitória fez alinhar o seguinte onze: Douglas; Nii Plange, Kanú, Moreno, Luís Rocha; André André, Cafú, Bernard; Sami, Ricardo Valente e Tomané.
Já Sérgio Conceição chamou a titular os seguintes: Kritciuk; Baiano, André Pinto, Aderlan Santos e Djavan; Luiz Carlos, Mauro, Ruben Micael; Rafa, Pardo e Zé Luís.

Primeira parte sem golos mas com algumas contrariedades. Em apenas dois minutos Xistra mostra 3 cartões amarelos. Aos 33' Cafú (Guimarães) e Rúben Micael (Braga) por desentendimento entre ambos, e aos 35 é Kanú que vê o amarelo por rasteirar Rafa que ía disparado para a baliza.

39 minutos e Sérgio Conceição é obrigado a tirar Rúben Micael devido a problemas físicos. Para o seu lugar entre o experiente Alan.

A primeira parte termina com apenas um minuto de compensação, e também com Bernard do Vitória estendido no chão. A equipa médica só teve autorização para entrar em campo após o apito do árbitro para descanso.
Jogo morno em termos de futebol, mas já com três cartões e uma substituição forçada.

No segundo tempo, as equipas parecem entrar com outra disposição, com o Vitória a sair com a bola e a ter mais iniciativa. No Braga, Djavan aos 52' e Pardo aos 55', são obrigados a travar Tomané e Luis Rocha respectivamente, e a verem ambos a cartolina amarela. Djavan falha o próximo jogo.

À passagem da hora, o Guimarães começa a chegar ainda com mais perigo e mais vezes, e o golo começa a fazer-se adivinhar. E foi logo aos 66 minutos que Ricardo Valente faz de cabeça, o tão previsivel golo dos da casa, ao cabecear de cima para baixo para a baliza de Kritciuk, e após um canto marcado da direita do ataque vimaranense.

O Braga tem de fazer pela vida, e finalmente começa a tentar chegar mais vezes à frente. Mas sempre com uma defesa contrária muito atenta e certinha.

Ao 77º minuto Pedro Santos substituiu Mauro no Sporting de Braga. O jogo está nesta altura repartido e o golo pode surgir para qualquer dos lados.

Tomané vê o amarelo aos 83 minutos e também falha o próximo jogo por ter visto o 5º amarelo na Liga.

Conceição esgota as alterações aos 85 minutos com a entrada de Salvador Agra para o lugar de Pardo. A habitual arma secreta entra a 5 minutos do fim, para tentar ainda chegarem ao empate.

Rui Vitória (Vitória de Guimarães) faz a sua primeira substituição aos 87 minutos, com Saré a entrar para o lugar de Sami. Mais dois minutos (89') e é Jonathan Alvez (Vitória de Guimarães) que substituiu Ricardo Valente, que abandonou as quatro linhas com dores.

Em cima do minuto 90 cartão amarelo a André Pinto (Sporting de Braga). Travou a progressão de Alvez. O avançado cai de forma aparatosa no relvado.

Nos quatro minutos extra dados por Xistra, tempo ainda para Gui substituir o amarelado Tomané no Vitória de Guimarães.

Final da partida com vitória justa do... Vitória, que assim fica com a sua 5ª posição consolidada, podendo também beneficiar do jogo de amanhã onde o Belenenses joga com o Benfica. Quanto ao 4º lugar, os ainda 7 pontos de distãncia para o Braga, reabre uma pequena esperança, mas a cinco jogos do final parece já dificil de alcançar.
Quanto ao Braga, parece ter a sua posição controlada, mas com esta derrota terá definitivamente dito adeus ao 3º lugar que daria o acesso ao playoff da Champions. O Sporting receberá o Boavista e é favorito a ampliar a vantagem sobre os minhotos de Braga.

Notícias: 1ª Liga