Boavista corre risco de descer aos distritais


Boavista corre risco de descer aos distritais
Independentemente da despromoção para a Liga do Vitalis, no âmbito do processo "Apito Final", o Boavista arrisca-se a ter de competir nos campeonatos distritais por não cumprir os requisitos necessários de admissão às competições da Liga de Clubes. Os "axadrezados" não reúnem, aliás, condições para se inscreverem em qualquer das provas nacionais até à III Divisão. Em causa está o facto de o clube dever cerca de 15 milhões de euros ao Fisco.


Esta quinta-feira a SAD do Boavista anunciou, em comunicado oficial, que conseguiu reunir a documentação necessária para, junto do IAPMEI, solicitar a «abertura de um Procedimento Extrajudicial de Conciliação», um mecanismo que permite aos devedores negociarem o faseamento do pagamento dos montantes por liquidar.

Conforme explica esta sexta-feira o jornal O Jogo, como a SAD do clube está impedida de inscrever jogadores na Liga, também não pode ser admitida nos quadros de competições da Federação, uma vez que o único pressuposto a que está obrigado para alinhar na II ou III Divisões é não estar impedido de inscrever jogadores.

Perante as adversidades, João Tomás será o próximo jogador a abandonar o plantel do Boavista. O avançado, contratado há pouco mais de dez dias, vai rescindir com os "axadrezados", uma vez que o seu contrato já previa essa possibilidade, caso a equipa descesse à Liga Vitalis.


Notícias: 2ª Liga