Espanha - Grupo H


Espanha - Grupo H
Com um dos campeonatos mais competitivos do mundo, a Espanha tem sido pouco
brilhante ao nível da Selecção. O melhor resultado de sempre a nível de um
Mundial foi o quarto lugar obtido há 56 anos no Brasil. É a oitava presença
sucessiva num Mundial, tendo conseguido a qualificação para a Alemanha apenas
nos play-offs.

Raúl e Fabregas como timoneiros da esperança espanhola
Colocada num Grupo aparentemente fácil, a formação do país vizinho tem como principal referência o avançado do Real Madrid Raúl. Mas nomes como Iker Casillas, Carles Puyol, Luis García, Andrés Iniesta e José Antonio
Reyes não ficam indiferentes a ninguém jogando em alguns dos melhores clubes do
mundo. Atenção especial para o jovem de apenas 19 anos Cesc Fabregas que no
Arsenal tem dado mostras de grande talento e em quem os espanhóis depositam
grandes esperanças. Grande ausente é o avançado Fernando Morientes por mera
opção técnica, enquanto o defesa Del Horno está lesionado.


JOGOS
14 de Junho - Grupo H: Espanha 4-0 Ucrânia [golos de Xabi Alonso (13’), Villa (17' e 48' de penálti) e Torres (80'); Vashchuk expulso na equipa ucraniana]
19 de Junho - Grupo H: Espanha 3-1 Tunísia [tento tunisino de Mnari (8'); pelos espanhóis marcaram Raúl (71') e Torres (76' e 91' de penálti)]
23 de Junho - Grupo H: A.Saudita 0-1 Espanha [golo de Juanito (36')]
27 de Junho - Oitavos/final: Espanha 1-3 França [pelos espanhóis marcou Villa (28'; penálti); golos gauleses de Ribéry (41'), Vieira (83') e Zidane (92')]
- ELIMINADA nos Oitavos/final -



CONVOCADOS
+ Guarda-redes:
1 - Iker Casillas (R.Madrid-Espanha/25 anos)
19 - Santiago Cañizares (Valência-Espanha/36 anos)
23 - José Manuel Reina (Liverpool-Inglaterra/23 anos)
+ Defesas:
2 - Michel Salgado (R.Madrid-Espanha/30 anos)
3 - Mariano Pernía (Getafe-Espanha/28 anos)
4 - Marchena (Valência-Espanha/27 anos)
5 - Carles Puyol (Barcelona-Espanha/28 anos)
15 - Sergio Ramos (R.Madrid-Espanha/20 anos)
20 - Juanito (Bétis-Espanha/30 anos)
22 - Pablo Ibañez (Atl.Madrid-Espanha/24 anos)
+ Médios:
6 - David Albelda (Valência-Espanha/28 anos)
8 - Xavi (Barcelona-Espanha/26 anos)
11 - Luis García (Liverpool-Inglaterra/28 anos)
12 - Antonio López (Atl.Madrid-Espanha/24 anos)
13 - Andrés Iniesta (Barcelona-Espanha/22 anos)
14 - Xabi Alonso (Liverpool-Inglaterra/24 anos)
16 - Marcos Senna (Villarreal-Espanha/30 anos)
17 - Joaquín (Bétis-Espanha/25 anos)
18 - Cesc Fabregas (Arsenal-Inglaterra/19 anos)
+ Avançados:
7 - Raúl (R.Madrid-Espanha/29 anos)
9 - Fernando Torres (Atl.Madrid-Espanha/22 anos)
10 - José Antonio Reyes (Arsenal-Inglaterra/22 anos)
21 - David Villa (Valência-Espanha/24 anos)


SELECCIONADOR
Luis Aragonés
O treinador de 68 anos assumiu a Selecção espanhola em Agosto de
2004 e logo se envolveu em polémica, ao ser "apanhado" a tecer um comentário
racista ao jogador do Arsenal Thierry Henry nas vésperas de um
amigável Espanha-Inglaterra. Alegou que era uma estratégia para motivar os seus
jogadores, mas apanhou uma multa de 3 mil euros e a fama de racista custará a
perdê-la. Reconhecido por ter uma personalidade forte com a qual nem sempre é
fácil lidar, Aragonés fez nome como treinador e jogador no Atlético de Madrid,
tendo sido um dos melhores futebolistas de Espanha nas décadas de 60 e 70.
Era avançado e especialista na marcação de livres e de penáltis e por essa
mestria chamavam-lhe então "Zapatones" (sapatões em português). Já como
treinador ganhou o epíteto de "o Sábio de Hortaleza" em alusão à localidade madrilena onde
nasceu. Esteve afastado do futebol durante uns tempos devido a uma doença
neurológica antes de conduzir o Atlético ao triunfo na Taça do Rei em 1992.
Treinou ainda o Barcelona, o Valência e o Sevilha, entre outros.


PALMARÉS
- Eliminado nos quartos/final do Mundial 2002 (à imagem do que aconteceu em
1934, 1982, 1986 e 1994)
- Campeã Europeia em 1964
- Quarto lugar no Mundial de 1950