Selecção francesa é exemplo fiel da globalização


Selecção francesa é exemplo fiel da globalização
A Selecção francesa é, porventura, aquela que mais exemplifica a globalização do futebol e que aproveita as ex-colónias ou naturalizações para atingir o topo do Mundo na modalidade.



Campeões mundiais em 1998, os franceses desde sempre recorreram aos reforços além-mar e, logo em 1938, chamaram Raoul Diagne, oriundo da Guiana Francesa.

Portugal, aliás, também recorreu, e muito, às colónias para fazer crescer a Selecção: Eusébio, nascido em Moçambique, é disso o exemplo mais paradigmático.

Lusa