Figo: não estamos aqui para perder

Figo salienta que obviamente todos esperam «fazer o melhor para que a Selecção ganhe e consiga atingir os melhores resultados», mas «não é fácil chegar aos títulos, ainda para mais num Mundial», lembra o experiente jogador. «Vamos ter dificuldades», preconiza, realçando contudo a «confiança de que a nossa equipa possa ser superior aos adversários».Hélder Postiga, o outro jogador que prestou declarações na conferência de imprensa do dia em Évora, promete por seu lado «trabalhar» para «corresponder às expectativas do mister Scolari». O avançado espera vir a ser opção preferencial do seleccionador, mas nota que «sendo realista, o Pauleta parte em vantagem, pois fez toda a fase de qualificação», nota. De qualquer modo, Postiga diz que fez «uma época positiva» no Saint-Étienne de França e refere que vai para o Mundial «esperançado em fazer o mesmo. Joguei regularmente nos últimos seis meses e aprendi muito», sublinha, realçando que «o campeonato francês, apesar de as pessoas pensarem o contrário, é muito duro».Susana Valente