França enfrenta Suíça à conquista do Mundo


França enfrenta Suíça à conquista do Mundo
O Grupo G do Mundial da Alemanha entra nesta terça-feira em campo com o França-Suíça como prato forte. As duas equipas disputaram a qualificação no mesmo Grupo com os dois jogos de então a terminarem em igualdade (0-0 e 1-1). Já no Euro 2004 tinham sido agregadas juntas na Fase de Grupos e os gauleses venceram na altura por 3-1. A formação francesa leva vantagem na soma dos 35 confrontos realizados entre as duas Selecções com 15 vitórias, tendo oito dos jogos ficado empatados. Em terras germânicas o jovem Franck Ribéry é a grande surpresa dos gauleses no onze inicial, estando a armada francesa ávida de triunfos depois de participações sofríveis no Mundial 2002 e no Euro 2004.

França-Suíça [17 horas, SportTV]

Na equipa titular da França, já divulgada pelo seleccionador Raymond Domenech, o grande destaque vai para a integração de Franck Ribéry que frente à Suíça cumprirá apenas a sua quarta internacionalização A e será titular pela primeira vez na sua carreira na equipa principal dos Bleus. O jovem vinha sendo habitual sub-21 e é a nova coqueluche do futebol francês. De fora do onze inicial fica Trezeguet e Thierry Henry jogará assim sozinho na frente de ataque gaulesa.
Na Suíça o defesa Patrick Muller preocupa devido a lesão, não sendo certa a sua utilização. Se porventura não for dado como apto, o jovem do Arsenal Johan Djourou deve ocupar o seu lugar. Já recuperados de problemas físicos estão Philippe Senderos, Marco Streller e Valon Behrami que devem alinhar a titulares.

+ Onze já confirmado de França: Barthez; Sagnol, Thuram, Gallas, Abidal; Vieira, Makelele; Wiltord, Zidane, Ribéry e Henry
+ Onze provável da Suíça: Zuberbuehler; Magnin, Senderos, Mueller, Degen; Wicky, Vogel, Gygax, Cabanas, Barnetta e Frei
+ Árbitro: Valentin Ivanov (Rússia)



Coreia do Sul-Togo [14 horas, SportTV]

No outro jogo do Grupo G defrontam-se Coreia do Sul e Togo num jogo inédito. Para os togoleses este é o primeiro Mundial da sua história e a estreia não podia estar a ser mais conturbada. A definição dos prémios de jogo está a perturbar o ambiente na Selecção e já levou à demissão do seleccionador Otto Pfister, depois de os jogadores terem feito greve a três treinos. O treinador acabou por retomar a função e vai sentar-se no banco na partida frente aos sul-coreanos. O grande trunfo do Togo é o
avançado do Arsenal Emmanuel Adebayor, que marcou 10 golos durante a fase de apuramento, e que já disse que na modesta Selecção africana há «fome» de triunfos.
Do lado sul-coreano, e frente à equipa mais modesta do Grupo, é previsível a aposta no ataque para este encontro, com Song Chung-Gug, Lee Young-Pyo e Ji-Sung Park como os homens mais adiantados dos asiáticos. A Coreia terá como ponto de referência o Mundial passado, onde alcançou surpreendentemente as meias-finais, e a ideia é «demonstrar que 2002 não foi um acaso», conforme salienta a estrela maior da equipa, Ji-sung Park.

+ Onze provável da Coreia do Sul: Lee Woon-jae, Song Chong-gug, Choi jin-cheul, Kim Jin-kyu, Lee Young-pyo, Park Ji-sung, Kim Nam-il, Lee Eul-yong, Lee Chun-soo, Ahn Jung-Hwan, Seol Ki-hyeon
+ Onze provável do Togo: Agassa, Dare Nibombe, Abalo Dosseh, Massamasso Tchangai, Assemoassa, Kuami Agboh, Dossevi, Cherif Toure-Maman, Alaixys Romão, Adebayor e Kader Coubadja
+ Árbitro: Graham Poll (Inglaterra)