Águias vencem Aves e e pressionam lider

Tetracampeão vence Aves confirmando o bom momento na luta pelo titulo

O Benfica venceu e aproximou-se do FC Porto, que joga amanha no deslocação sempre dificil a Paços de Ferreira.

Os encarnados,apoiados por 55 mil adeptos ainda tiveram algumas dificuldades para levar de vencida a turma do Aves que se apresentou muito segura na luz, fruto do melhor momento que atravessa na sua historia, (nao perdiam á 6 jogos) e muito trabalho deram para o Benfica conquistar três pontos.
Jonas abriu o caminho para a baliza de Adriano e Rúben Dias deu mais cor à vitória encarnada, que deixa os tetracampeões nacionais, à condição, a dois pontos do primeiro classificado da Liga.

João Carvalho entrou para o lugar habitual de Pizzi e teve algumas dificuldades em ligar-se com a equipa. No Aves, Jorge Fellipe fez esquecer um pouco a ausência de Ponck.

O primeiro tempo não ofereceu grandes situações de perigo, embora o Benfica tenha estado muito mais acutilante nos lances ofensivos do que o adversário, O Aves recorreu muitas vezes ao remate de meia distância, contundo sem nunca incomodar Varela.

Rafa assumiu a batuta nas jogadas ofensivas, foi dos seus pés dele que se criavam desequílibrios pelo corredor, contudo o nulo prevaleceu ate ao intervalo.

As águias surgiram muito mais focadas e mais pressionantes no segundo tempo e conseguiram criar muitas dificuldades junto à área contrária. O Golo parecia iminente com o Aves a ja nao conseguir parar tão bem os ataques dos encarnados,

Depois de três oportunidades flagrantes, encetadas por André Almeida, Rafa e Zivkovic,o Benfica conseguiu furar a muralha defensiva do Aves por intermedio do já inevitavel pistoleiro da luz. JONAS

O avançado brasileiro assinou mais um meritoso marco no futebol portugues, tornou-se no jogador mais velho a marcar 31 golos na Liga e abriu caminho para o triunfo do tetracampeão nacional. Fejsa rematou para grande defesa de Adriano, que não conseguiu segurar a recarga. O mesmo aconteceu quatro minutos depois, mas com outros protagonistas.

O recém-entrado Raúl Jiménez enviou um míssil à baliza do Aves, Adriano defendeu, mas não segurou a recarga de Rúben Dias. A partida ficou sentenciada ai, com Adriano ainda a negar o terceiro a Jardel assinando a defesa da noite.

Com este resultado, o Benfica segue na luta pelo título, enquanto o Aves mantém-se acima linha de água.

Notícias: Benfica