Benfica impediu o "resultado perfeito" do Zenit

Jonas marcou já nos descontos da segunda parte, no Estádio da Luz.

O Benfica vai chegar à Rússia com uma vantagem mínima, depois de na noite passada ter derrotado em casa o Zenit São Petersburgo por 1-0, na primeira "mão" dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. O golo foi apontado já depois dos 90 minutos, por Jonas.

Da primeira parte pouco houve para relatar, em termos de oportunidades de golo. Jogo fechado, pouco dinâmico, com somente três remates. No início do segundo tempo o Zenit apertou, com Witsel e Hulk a ameaçarem, mas depois o Benfica foi melhorando e também poderia ter marcado, por Gaitán e Jardel.

No último quarto de hora o Zenit, desgastado (não jogava oficialmente há mais de dois meses), praticamente só defendeu. O Benfica mandou ainda mais na posse de bola, atacou a área adversária e nos descontos, segundos depois da falta e da expulsão de Criscito (segundo amarelo), Gaitán marcou o livre e Jonas, de cabeça, marcou. E ainda houve oportunidade para Samaris, no pouco que restou na Luz.

O Zenit ficou assim a poucos instantes de conseguir um "resultado perfeito" em Lisboa, declarou Axel Witsel após o jogo: "Penso que estivemos bem mas infelizmente acabámos por perder mesmo no fim. Um empate teria sido um resultado perfeito para nós, mas ainda assim tudo é possível. Acredito que no Estádio Petrovsky teremos uma atmosfera fantástica, que nos irá ajudar".

Notícias: Benfica