Benfica investigado por suspeita de fraude na transferência de Miccoli

As autoridades italianas estiveram quarta-feira em Portugal a fazer buscas nas instalações do clube, juntamente com investigadores da Direcção Central de Combate à Criminalidade Económica e Financeira (DCCCEF) da Polícia Judiciária (PJ) e magistrados.As suspeitas estão relacionadas com o contrato efectuado entre o Benfica e a Juventus, no âmbito do empréstimo do jogador ao clube da Luz, avança o jornal "Público".As autoridades apreenderam os documentos, que serão comparados com os que constam na justiça italiana, para determinar se houve, ou não, a prática de crimes fiscais.Depois da apreensão dos documentos, as autoridades interrogaram os dois principais responsáveis do Benfica, o presidente Luís Filipe Vieira e o dirigente demissionário José Veiga, que tiveram de esclarecer os moldes do empréstimo.A investigação envolve também o jogador, Fabrizio Miccoli, que na mesma altura era interrogado na sua casa em Lisboa.A confirmação do encontro com os investigadores da PJ e autoridades italianas partiu do presidente do Benfica, que afirmou estar tranquilo com o processo. «No Benfica trabalha-se por cima da mesa», referiu.LuckyMarko

Notícias: Benfica