Benfica mudou aos três, acabou aos seis

6-0 contra o Marítimo. Não houve desleixo neste jogo da Taça de Portugal.

Nem na pré-época: o Benfica conseguiu neste sábado a sua maior goleada desta temporada. O Marítimo saiu da Taça de Portugal à quarta eliminatória e saiu da Luz com uma derrota por 6-0. Números claramente anormais nos dias que correm, num duelo entre duas equipas da primeira divisão; mas compreensíveis, dado o sentido único deste encontro.

O domínio do campeão foi visível logo no primeiro tempo e o Benfica chegou ao descanso a ganhar já por 3-0. Segundo minuto, golo de Cervi, após duas falhas dos madeirenses. O Benfica foi criando mais situações de golo - duas delas numa jogada - mas só perto do intervalo aumentou a diferença. Pizzi apontou o segundo e Mitroglou o terceiro (bela jogada de Nélson Semedo).

No segundo tempo, quem esperava uma reação do Marítimo, cedo viu que iria haver goleada "à antiga". Aos 52 minutos Mitroglou bisou. A meio da segunda parte Samuel Santos substituiu o guarda-redes e evitou um golo com a mão - cartão vermelho, grande penalidade e golo de Raúl Jiménez. Seguiram-se mais oportunidades e mais um golo, aos 87': e que golo de Gonçalo Guedes, de fora da área.

Notícias: Benfica