Benfica registou mais um ano de prejuízos

Exercício de 2012/13 da SAD negativo em 10,4 milhões de euros. Passivo cada vez maior que ativo.

O Benfica SAD registou mais um ano de prejuízos em 2012/13, tendo a época chegado ao fim com um prejuízo líquido de 10,39 milhões de euros. Isto apesar de ter sido a época em que foram contabilizadas as vendas de Javi García e Witsel, que permitiram um encaixe de 51,5 milhões de euros e que provocaram lucros de 11,4 milhões na compra e venda de jogadores – insuficientes para o saldo global ser positivo. Está tudo explicado no comunicado enviado esta quinta-feira à CMVM, que dá conta do último exercício.

Este foi o terceiro ano consecutivo de prejuízos para a SAD encarnada: 7,6 milhões em 2010/11, 11,7 milhões em 2011/12 e agora 10,4 milhões. Por este motivo, o passivo total tem vindo a aumentar – cifra-se em 440,48 milhões de euros.

Já o ativo tem crescido a um ritmo inferior ao passivo, totalizando agora 416,6 milhões de euros. Ou seja, a diferença entre ativo e passivo é negativa em 24 milhões de euros, o que configura uma situação teórica de falência técnica. Há três anos, o saldo era positivo em 2,4 milhões.

O resultado operacional, antes de impostos, foi positivo em 7,1 milhões de euros. Um resultado positivo que passa a negativo após os impostos.

O Benfica justifica os prejuízos da última época com o investimento no plantel e com “a situação atual da economia portuguesa”.

Notícias: Benfica