V. Guimarães triunfa; nem a Taça sorriu ao Benfica

Dois golos em dois minutos deram a reviravolta aos minhotos. Benfica termina a época sem troféus.

O Vitória de Guimarães conquistou pela primeira vez a Taça de Portugal. No jogo que encerrou a temporada futebolística em Portugal, a nível profissional, os vimaranenses derrotaram o Benfica por 2-1, no Estádio do Jamor, neste domingo.

O favorito Benfica mostrou ser superior na primeira parte. Mais posse de bola, mais iniciativas de ataque e um cabeceamento muito perigoso de Garay, ainda dentro do primeiro quarto de hora, ao qual Douglas respondeu com uma grande defesa. Cardozo também viria a tentar, com nova defesa de Douglas, mais simples. Apesar do maior pendor ofensivo, os "encarnados" estavam longe de realizar um grande encontro.

O Vitória, além de ir controlando os lances contrários, ia espreitando contra-ataques. Foi num desses momentos que Addy esteve muito perto do golo, mas a bola parou na rede lateral. Na jogada seguinte, golo do Benfica. Um momento de insistência de Gaitán, mas também de sorte: Kanu ia despachar a bola, dentro da sua área, mas o argentino apareceu à frente, a bola bateu na sua perna e foi em direção à baliza. Ritmo controlado nos últimos 15 minutos e 1-0 para o Benfica ao intervalo.

Adormecer e dar a volta - Em desvantagem, a turma minhota entrou um pouco mais ofensiva, com uma iniciativa de Ricardo a destacar-se, mas sem ameaçar verdadeiramente a baliza contrária. De resto, e durante pouco mais de meia hora, o interesse do jogo diminuiu substancialmente. Muitas interrupções, diversas perdas de bola e uma partida acima de tudo aborrecida.

Quando alguns adeptos poderiam estar já quase a dormir, um erro de Artur fez despertar o Jamor, a 11 minutos do final. Crivellaro aproveitou o passe do guarda-redes para isolar Soudani, que apareceu isolado (estava em posição irregular, não assinalada) e igualou. Dois minutos depois, e quando os jogadores da Luz pareciam algo abalados e surpreendidos com um empate que poucos esperavam, surgiu a reviravolta. Ricardo teve espaço à entrada da área, a bola desviou em Luisão e 2-1 para o Vitória. E já não houve tempo para uma reação coerente e conseguida por parte dos homens de jorge Jesus.

À sexta tentativa, o Vitória de Guimarães estreou-se entre os vencedores do troféu. O Benfica, que a certa altura era candidato a uma "tripla", terminou a temporada sem qualquer troféu.

Após o apito final registaram-se alguns momentos "quentes" entre a comitiva da Luz, com Cardozo a ser protagonista. O paraguaio começou por protestar junto de Jorge Jesus, chegou mesmo a empurrar ligeiramente o treinador e depois "disparou" noutros sentidos, com responsáveis e colegas de equipa.

Equipas

Benfica:

Artur
Maxi, Luisão, Garay, André Almeida
Salvio, Matić, Enzo Pérez (Aimar), Gaitán (Rodrigo)
Lima, Cardozo (Urreta)

V. Guimarães:

Douglas
Kanu (Marco Matias), Paulo Oliveira, El Adoua, Addy
André, Olímpio (Crivellaro), Tiago Rodrigues
Ricardo, Baldé (N'Diaye), Soudani

Marcadores: Gaitan (29'); Soudani (78'), Ricardo (80')

Notícias: Benfica