Começo a dar razão a Manuel Damásio...

Pois, segundo Manuel José... «nos outros anos, o FC Porto quando teve de ganhar, ganhou. O Benfica não é aquele Benfica empolgante das grandes goleadas do início da época. Há 4 factos marcantes que colocam dúvidas sobre a força mental da equipa do Benfica. O jogo na Grécia, com a AEK, que vinha de 4 derrotas consecutivas - e o Benfica foi lá perder, quando é nesses momentos que deve afirmar-se como equipa que é capaz de ganhar o título, com estatura mental e competitiva. Segundo, foi eliminado em casa pelo V. Guimarães na Taça de Portugal, uma prova que queria ganhar. Foi uma manifestação de fraqueza. Depois, foi a Alvalade e não conseguiu ganhar nem jogar bem, e agora com o Olhanense, claramente, em vez que chegar lá a impor o seu jogo, ganhar e colocar uma pressão tremenda sobre o FC Porto, deu mais uma manifestação de fragilidade mental, de falta de carácter competitivo, de uma equipa tensa, nervosa e assustada. Não é só fazer grandes exibições depois de estar em vantagem, é preciso também saber recuperar nas desvantagens e isso nunca o fez. O FC Porto andava a jogar condicionado pelos resultados que o Benfica fazia, claramente assustado com as goleadas e exibições do início de época e o eco que isso tinha na comunicação social. E de repente, o FC Porto ganha dois jogos fora a marcar 7 golos, em Guimarães e frente ao At. Madrid, na Liga dos Campeões. Foram dois jogos de manifestação de autoridade e classe, o que inverteu as coisas e passou a ser o Benfica a ter medo do FC Porto.»Pelo que se viu Manuel José deve resguardar-se mais para não dizer algumas asneiras à comunicação social ávida de polémica.Aveiras

Notícias: Benfica