“Investimento do FC Porto revela desespero”

Antigo vice-presidente do Benfica comentou mercado.

José Manuel Capristano, antigo vice-presidente do Benfica, comentou esta quarta-feira que o FC Porto demonstra “desespero” com o investimento que está a fazer esta temporada, nomeadamente com as contratações de Iker Casillas e Maxi Pereira.

“É desespero. Estiveram dois anos sem ganhar nada e gastaram o que gastaram, pois não é só agora que estão a fazer um investimento brutal. É verdade que venderam o Danilo e o Jackson, mas este é o terceiro ano com grande investimento. Enquanto benfiquista, espero que o FC Porto continue a fazer grandes investimentos, mas sem ganhar nada”, disse José Manuel Capristano à Renascença.

A situação de Maxi Pereira também mereceu um comentário do ex-dirigente. “Os profissionais gostam de ter mais dinheiro possível, mesmo ganhando muito ainda querem ganhar mais. Maxi está no fim da carreira dele, tem um empresário que já criou problemas ao Benfica há uns anos e se ele não saísse por causa do dinheiro era porquê? Por ser do FC Porto desde pequenino? Saiu por causa do dinheiro. O Benfica aumentou-o extraordinariamente, mas o FC Porto tem uma proposta melhor”, frisou.

Já o Sporting, no entender de Capristano, “está a fazer uma razoável política de contratações”, mas tem “algumas dúvidas quanto ao real valor de alguns dos reforços” leoninos.

Quando ao Benfica, o antigo dirigente acredita que ainda vai aparecer um reforço sonante: “Dou toda a credibilidade à Direção do Benfica, reconheço-lhes qualidade, não andam a dormir. Não passam cheques em branco, mas têm muita capacidade e espero que ainda apareça aí alguma truta, pois, de resto, a equipa é a da época passada, tirando o Maxi”.

Notícias: Benfica