Jorge Jesus chamado a depor na "Operação Furacão"

Em causa passagem do técnico pelo V. Setúbal. Ministério Público suspeita de fraude fiscal, uma vez

Jorge Jesus terá sido notificado pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) a depor, na qualidade de arguido, num dos processos da “Operação Furacão”. Segundo noticiou esta noite a edição online do Diário de Notícias, em causa estarão os contratos do treinador com o Vitória de Setúbal.

O clube será, aliás, o alvo principal da investigação do Ministério Público, e não o treinador do Benfica. Segundo o DN, os procuradores suspeitam de crimes de fraude fiscal.

Jesus terá sido chamado a depor por ter orientado os sadinos. Os investigadores terão detetado discrepâncias entre os valores declarados por Jorge Jesus ao fisco e os que foram declarados pelo Vitória de Setúbal. Ainda de acordo com o jornal, outros treinadores que orientaram o clube poderão também ser chamados.

Acompanhe os artigos do Relvado no Facebook e no Twitter.

Notícias: Benfica