No Name Boys: 13 adeptos ficam em prisão efectiva


No Name Boys: 13 adeptos ficam em prisão efectiva
O julgamento dos adeptos dos No Name Boys, claque do Benfica, resulta em 13 condenações a penas de prisão efectiva, 16 a penas suspensas e oito absolvições. Um dos 37 arguidos "apanha" 12 anos de prisão efectiva.




O coletivo de juízes da 5.ª Vara do Tribunal Criminal de Lisboa leu nesta sexta-feira o acórdão relativo ao processo dos No Name Boys, a claque não legalizada do Benfica. Estavam acusados 37 arguidos indiciados da prática de crimes de associação criminosa, tráfico de droga, posse de armas brancas e de guerra e outros ilícitos criminais.

As penas mais pesadas cabem a António Claro (12 anos), Hugo Caturna (8 anos e 6 meses) e José Pedro Pité Ferreira (7 anos).

Nenhum dos arguidos foi condenado pelo crime de associação criminosa.


Foto: wikimedia


Notícias: Benfica