Rui Santos: Benfica pode alegar que relatório do árbitro é nulo

Comentador abordou no 'Tempo Extra' o caso Luisão, apresentando o relatório de Christian Fischer, ár

Rui Santos apresentou na noite passada, no 'Tempo Extra', o relatório do árbitro do famoso duelo entre Fortuna Düsseldorf e Benfica.

Depois de apresentar a descrição do episódio que envolveu Luisão (ver caixa em baixo), Christian Fischer escreveu que, já na cabina dos árbitros, sentiu uma "indisposição geral, dores de cabeça e tonturas".

No hospital foi lhe diagnosticada uma "comoção cerebral", conta o árbitro, que apresentou queixa contra o brasileiro do Benfica.

Rui Santos sublinhou, em relação ao relatório, que "nunca se fala na palavra agressão, há uma descrição e não uma interpretação dos factos".

No entanto, este documento poderá nem ser considerado um relatório e o comentador do Relvado explicou porquê: "Isto é chamado o relatório especial, é tudo menos um relatório ortodoxo, relativamente ao que nós estamos habituados a ver e relativamente às características de um relatório".

"Se o Conselho de Disciplina aceitar isto como um relatório válido, o Benfica tem matéria para invocar nulidades relativamente à questão processual porque não há assinaturas dos delegados e tudo isto faz muita confusão", disse Rui Santos, no programa da SIC Notícias.

O comentador acrescentou que, em relação a eventuais castigos, há já "uma série de situações em que os nossos órgãos disciplinares olham sempre para estes casos no sentido de não penalizar de acordo com aquilo que é uma visão mais distanciada de quem decide".

"Quem decide está sempre subordinado a um conjunto de fatores e a um conjunto de influências", comentou Rui Santos.

Excerto do relatório:

Rui Santos no 'Tempo Extra':

Notícias: Benfica