Como se tornar um técnico de futebol?

Muitos amantes de futebol gostariam de ser treinadores.

Por mais que grande parte dos amantes de futebol queiram tornar-se jogadores, existe uma parcela que busca assumir outra posição: a de técnico. Para isso é preciso muito estudo e acompanhamento das partidas e como os treinadores preparam a equipe. Uma forma de fazer isso é pode ser acompanhando os sites de apostas online.

Mas é claro que esse não é o único caminho, pois existe toda uma preparação para que alguém possa assumir o cargo de técnico. Além disso, é importante que o interessado se dedique bastante ao mundo do futebol, estudando todas as regras e técnicas de treinamento.

 

Quais os passos para ser técnico de futebol?

Muitas pessoas ainda acreditam que para ser técnico de futebol é preciso ter sido jogador. Porém, isso não é verdade, pois existem muitos profissionais que trabalham na área e nunca entraram nos gramados para participar de uma partida como jogador.

Entretanto, existe a exigência de ter a graduação em educação física, pois o profissional precisa ter experiência com a teoria do esporte e também com as movimentações corporais.

As exigências não param por aí, também será preciso que o interessado em seguir a carreira também tenha uma formação oferecida pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Mas é claro que se você for um ex-jogador, não será preciso passar pela formação da CBF.

O curso da CBF é dividido em quatro módulos, onde os interessados conseguirão tirar as suas licenças: C, B, A e Pro.

 

Conheça um pouco mais sobre as licenças

Cada licença irá fazer com que o futuro técnico tenha conhecimento específico para atuar como técnico. Além disso, será preciso atuar em algumas experiências.

Confira:

A primeira será adquirida após os técnicos estarem inseridos em alguma escola de futebol. Dessa forma, eles começaram a sua jornada como técnica, adquirindo experiência com a organização de times mais amadores.

A obtenção da licença B acontece quando o profissional começa adquirir experiência em categorias de base. Então é preciso que ele atue nessas categorias para que a licença seja adquirida.

A licença A exige um pouco mais, ela é destinada para técnicos mais avançados e que acumulem, pelos menos, 1000 horas de experiência comprovada. Lembrando que essas horas somam o tempo que adquirido durante os estágios anteriores.

Por fim, a licença Pro. Ela é direcionada para ex-jogadores ou para quem irá realizar trabalhos internacionais. O investimento para formação na CBF é de aproximadamente R$50 mil.

É possível também que o técnico faça outros treinamentos na CBF, fazendo com que ele fique ainda melhor no exercício da sua função. Veja:

Análise de desempenho;

Identificação de talentos nas categorias de base;

Treinamento de goleiros;

Preparação física.

 

Qual o perfil do técnico ideal?

Em primeiro lugar, é preciso gostar de futebol e ter disponibilidade para estudar sobre técnicas de organizações de um time. Não pense que é fácil, os técnicos profissionais estudaram e continuam estudando bastante para que as melhores estratégias sejam montadas.

É preciso também ter um controle emocional e saber como amparar a equipe para que ela não desanime diante de uma derrota ou situações difíceis durante os jogos. Além disso, é preciso também ter pulso forte e voz ativa, pois é preciso comandar a equipe e fazer com que os jogadores respeitem as suas opiniões.

Apesar de toda trajetória de estudo e dedicação, a profissão de técnico de futebol ainda vale a pena ser seguida. Pois, além de estar fazendo algo que gosta, um técnico profissional pode chegar a ganhar mais de R$300 mil por mês.

Então, você está preparado para comandar uma equipe e fazer com que ela tenha um histórico de vitórias? Não perca tempo e comece hoje mesmo a buscar os seus objetivos. 

Notícias: Diversos