Futebol e motas : duas paixões dos jovens no século XXI

Os jovens de hoje continuam a procurar o futebol e as motas, rendendo-se a estes universos.

Digital e tecnológico são, certamente, as palavras de ordem do século XXI e, hoje, quando falamos nos gostos dos jovens e jovens adultos, não é raro que a primeira imagem a surgir nas nossas mentes se dirijam aos gadgets da tecnologia ou aos jogos eletrónicos.

Separando-se desta realidade digital, embora não totalmente excluídos dela, alguns setores, incluindo o dos transportes e dos desportos, conseguem ainda abrir o seu espaço nos corações atuais, com aspetos que se afastam um pouco da inovação digital.

As motas e o futebol são dois bons exemplos. Muito mais do que apreciarem os jogos de consola ou computador que versam sobre estas temáticas ou do que seguirem em live os eventos relacionados, colocando apostas desportivas online; os jovens de hoje querem sentir nas mãos o guiador da mota e nos pés o toque da bola.

Assim, num mundo de tecnologia, estas são duas paixões que merecem o maior destaque. Conheça um pouco melhor esta realidade.

 

Jovens e as escolhas analógicas quotidianas

Sair para jogar futebol ou para fazer um passeio de mota são algumas das atividades não digitais que ainda se verificam no século XXI, apesar de a tecnologia ocupar, como bem sabemos, papel de destaque nestas faixas etárias.

O momento em que a um jovem é permitido carta de mota é usualmente muito importante para a sua evolução enquanto indivíduo, já que representa um passo para o crescimento e a independência.

Ao ter esta forma de deslocação, é também natural que as interações sociais acabem por ser privilegiadas, passando a existir um maior contacto com realidades menos digitais, mais sociais e humanas. Aqui, reúnem-se outras paixões afastadas do universo tecnológico, tal como idas à praia, saídas com os amigos ou jogos de futebol com os pares.

 

Vantagens de conduzir uma mota

Conduzir uma mota pode trazer várias vantagens, sendo que muitas delas justificam perfeitamente a grande paixão dos jovens por este meio de deslocação.

Para começar, principalmente em grandes metrópoles, este meio de transporte permite ganhar tempo, apresentando ainda uma grande simplicidade de condução e estacionamento.

Partindo de um baixo investimento e com uma manutenção mais simples do que um automóvel, a mota responde ainda às preocupações ambientais, muito comuns nos jovens de hoje, sendo menos poluente e mais económico no que respeita ao consumo de combustível.

Trata-se ainda de um elemento relacionado com a liberdade, a individualidade, a autonomia e a personalidade.

 

O processo para poder conduzir uma mota e outros benefícios

Começar a conduzir uma mota é bastante simples, sendo que tirar a carta é o primeiro passo. Passando nos testes de código, que podem ser amplamente facilitados por plataformas como a Easy Quizzz, e o teste de condução, estará apto a iniciar a condução da mota.

Muitos pais promovem esta relação entre jovem e mota pelas mesmas razões que incentivam a prática de desportos: para que os seus filhos possam ter momentos de vivência extra-tecnológica, que os afastem dos ecrãs dos computadores, televisões e smartphones

Ainda assim, para muitos jovens esta é também uma forma de deslocação essencial para a sua escola, faculdade ou trabalho; sendo ainda frequente o uso deste veículo como instrumento de trabalho, numa era onde cada vez mais mercados recorrem aos estafetas.

Notícias: Diversos