Futebol e Religião...

Segundo palavras de Edio Constantini, presidente do Conselho Episcopal Italiano, a medida visa também mostrar ao jovens que o desporto não é apenas ilusão e acrescentou: «Queremos que o futebol volte a ser um instrumento educativo e que não seja estruturado com base em valores exclusivamente económicos».Mas as mudanças não ficarão por aqui. Os novos proprietários do Ancona irão investir em obras para ajudar os países do Terceiro Mundo e os jogadores da equipa que não tiverem bom comportamento serão punidos com horas de trabalhos voluntários.O próximo objectivo da Igreja Católica é formar uma equipa do Vaticano com capacidade para actuar na Serie A. Mas, para já, irá revitalizar o Ancona, que ainda há quatro anos actuava no mais alto escalão transalpino e está agora na Serie C.Eu, confesso agnóstico, até vejo as medidas apresentadas como muito positivas mas tenho alguma dificuldade em ver essa entrada do mundo religioso no mundo do futebol. E vocês?reddevil

Notícias: Diversos