Gaël Monfils: "Sou preto, por isso suo muito"

Tenista francês demorou muito a servir e deu uma justificação pouco habitual.

Os tenistas ainda não estão habituados, mas os árbitros têm agora indicações da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) para serem mais rigorosos com o tempo que dura cada serviço.

A regra dos 25 segundos já existe há muitos anos, mas raramente era aplicada - tal como acontece no futebol em relação à regra dos seis segundos quando o guarda-redes tem a bola nas mãos.

Se o jogador demorar mais de 25 segundos a realizar o seu serviço, ouve uma advertência. Se repetir a demora, perde o serviço e, de seguida, o ponto.

Foi isso que aconteceu no encontro da segunda ronda do torneio de Doha entre Gaël Monfils e Philipp Kohlschreiber, nesta quarta-feira.

O francês não cumpriu o tempo previsto, o árbitro avisou; o tenista reclamou a decisão e justificou: "Sou preto, por isso suo muito", acrescentando que precisava de mais tempo para fazer uso da sua toalha.

Mesmo após este momento de desconcentração, Monfils derrotou o alemão Kohlschreiber pelos parciais de 6-4, 2-6 e 6-4.

Notícias: Diversos