Pela criação do MAFAV (Movimento de Adeptos do Futebol Anti-Violência)

Este artigo pretende ser um apelo à intervenção cívica dos que gostam do futebol e são bem formados

Este é um artigo bem diferente e é, ou pretende ser, um apelo à intervenção cívica dos que gostam do futebol e são bem formados e que querem fazer alguma coisa contra a violência que estraga os espetáculos e retira as pessoas dos estádios.

A ideia é criar o MAFAV (Movimento de Adeptos de Futebol Anti-Violência) que seja uma verdadeira arma contra a violência, denunciando todas as atitudes que direta ou indiretamente a favoreçam, denunciando atitudes ou comportamentos que promovam, tolerem, ou mesmo combatam mal essa mesma violência, estando atentos e críticos em relação aos comportamentos negativos de autoridades policiais ou outros responsáveis. Por outro lado, deverá divulgar e elogiar tudo o que combata, consequentemente, esse fenómeno.

O MAFAV terá duas regras fundamentais: 1- Independente de quaisquer cores clubistas 2- Respeito por todas as entidades e pessoas que participam no futebol, desde clubes a pessoas individuais, incluindo árbitros, treinadores, jogadores, dirigentes ou jornalistas.

O MAFAV poderá recorrer a muitas formas para conseguir promover os seus objetivos, nomeadamente através de trabalhos em todos os órgãos de comunicação social e ações nos estádios de futebol e está aberto à participação de todos os interessados.

Esta é uma tentativa de lançamento e, eventualmente com o apoio do relvado, pretende-se criar um núcleo capaz de dinamizar a ideia e lhe dar continuidade. Como é óbvio, ofereço-me para participar nesse núcleo que deverá fazer um plano de atividades.

Quem estiver motivado e interessado em participar poderá deixar a sua "inscrição". Pretende-se saber se há gente interessada e se vale a pena ir para a frente com a ideia.

Acompanhe os artigos do Relvado no Facebook e no Twitter.

Notícias: Diversos