O póquer começa a despertar como um novo desporto de sucesso em Portugal

Nunca houve um momento tão bom para a prática do póquer em Portugal.

Foto por Danny Maxwell >>> Fonte: Pokernews

Nunca houve um momento tão bom para a prática do póquer em Portugal. O aumento do número de competidores tem sido notável no mundo inteiro e no nosso país a situação não é diferente. Ao longo dos últimos 15 anos, e em parte graças à popularização do póquer online, este desporto tem vindo a crescer constantemente. E as perspetivas apontam para um potencial de crescimento ainda maior nos próximos tempos.

Em Portugal, alguns competidores já começam a profissionalizar-se e a encarar o póquer como algo mais que uma atividade recreativa. E apesar de ainda serem poucos os que consideravam esta modalidade desportiva como profissão, é importante notar que os portugueses estão a conseguir bons resultados em competições internacionais.

 

 

Um novo campeão mundial é português

O World Series of Poker (WSOP) é o grande objetivo de qualquer competidor de póquer, seja no âmbito recreativo ou profissional. Este circuito existe desde 1970 e todos os anos atrai a mais de quatro mil pessoas até à incrível cidade de Las Vegas, para buscar a maior conquista do mundo das cartas.

Pelo segundo ano consecutivo, um competidor português venceu um evento do WSOP. No início de julho, João Vieira, conhecido nas mesas do póquer online como “Naza114”, conquistou o seu primeiro bracelete do circuito.

Este foi o maior prémio da carreira deste atleta, que é considerado uma das referências do póquer português há muito tempo. “No meu país a gente diz que as finais são para ser ganhas. Assim que você chega ao heads-up, não importa se é Joe Cada. Naquele momento eu estava a competir e a fazer o melhor que eu posso. Ganhei uma importante mão no começo, e assim que eu assumi a liderança, tentei encerrar o confronto”, contou o português após o evento.

No ano passado, outro competidor português de grande destaque no país, Diogo Veiga, sagrou-se campeão neste mesmo circuito. Na ocasião, teve que superar a mais de mil adversários para conquistar o sonhado bracelete.

“É um sentimento incrível, eu ainda não consigo acreditar”, disse Veiga após o título. “A atmosfera foi demais, hoje os portugueses venceram, eles têm grande parte da minha conquista”, completou.

Este ano, além do título de Vieira, outros portugueses conseguiram destaque no WSOP. Um deles foi Manuel Ruivo, que conquistou o quinto lugar num torneio disputado na variante Texas Hold’em. Num evento com mais de 900 competidores, este foi um dos melhores resultados da carreira do atleta.

Já Renato Ribeiro ficou com a quinta posição de um evento válido pelo WSOP, mas que foi realizado online. Foram 1.224 participantes e o português destacou-se ao chegar à mesa final do torneio.

Foto de autor desconhecido>>> Fonte: Pokernews

 

 

Além do WSOP, os portugueses também brilham no póquer online

O sucesso dos lusitanos estende-se também ao póquer online. Atualmente, o principal nome da modalidade é Rui Bouquet, de Faro. De acordo com o site Pocketfives, que é especialista em classificar os competidores do mundo inteiro, Rui é o líder português em pontos.

Considerando o ranking mundial, Rui Bouquet está entre os 200 melhores do mundo. E se é certo que este número não parece tão impressionante quando comparado à realidade de outros desportos individuais, é um resultado impressionante no póquer online. Só o site Pocketfives tem mais de 10 mil competidores registados nas suas estatísticas. Portanto, estar entre os 200 primeiros é uma conquista que o coloca no topo do ranking, superando à maioria dos adversários.

Hélder Teixeira é outro nome muito conhecido no póquer online português. Competidor experiente, participa em torneios de destaque há quase uma década e atualmente só está atrás do Rui Bouquet no ranking online do Pocketfives. Nascido em Braga, Hélder está entre os 210 melhores competidores do mundo no ranking internacional do mencionado site.

 

 

Onde é possível praticar póquer em Portugal?

Além do póquer online, que está disponível para todos, também é possível praticar este deporto mental presencialmente em alguns torneios realizados em Portugal, principalmente nos casinos mais conhecidos do país.

Os casinos já existem há séculos e são possivelmente um dos passatempos mais populares do mundo. Em Portugal também existe uma grande tradição em torno aos casinos e ao póquer em lugares como o Casino Estoril, por exemplo, que organiza alguns dos principais eventos do país. Outros nomes clássicos do setor, como o Casino de Lisboa, o Casino de Espinho ou o Casino da Póvoa também são considerados como as “casas” do póquer português.

Se é verdade que nos últimos 15 anos o póquer cresceu imenso, as perspetivas para o futuro nunca foram tão otimistas. Os resultados dos portugueses em Las Vegas e os torneios semanais que acontecem nos casinos do país, mostram que o póquer é mais popular do que nunca em Portugal. E que a tendência é para crescer. 

Notícias: Diversos