Corrupção no futebol também em Inglaterra

As investigações policiais começaram na época passada depois de Mike Newell, técnico do Luton Town, ter acusado o empresário Charles Collymore de lhe ter oferecido uma percentagem da transferência de um jogador que ele estava a tentar negociar. Newell garante que recusou a oferta e denunciou o caso à Federação de Futebol Inglesa (FA), enquanto Collymore nega esta versão dos factos. Este empresário é "apanhado" na reportagem da BBC a revelar que conhece oito treinadores da primeira Liga inglesa dispostos a aceitarem "luvas". Mas Collymore alega agora que mentiu no depoimento recolhido pela estação televisiva.O trabalho de investigação da BBC revela conversas entre empresários e jornalistas encobertos de representantes de uma empresa fictícia e neste momento considera-se que será difícil usar as filmagens como prova para sancionar quem quer que seja. O testemunho de Newell poderá ser mais decisivo neste âmbito, aguardando-se com expectativa o desfecho das investigações das autoridades policiais. O técnico que despoletou o caso alerta desde logo para a importância de condenar os culpados sublinhando que o que está em causa é o «dinheiro dos adeptos», sendo estes os principais "motores" económicos do desporto-rei.Newell enfrenta por outro lado neste momento a incompreensão da classe pela posição de denunciador daquilo que parece uma prática comum, temendo ser posto de parte. «Muitos treinadores de renome disseram que nunca ouviram falar de "luvas", outros disseram que eu abri um ninho de vespas», destaca o técnico confessando que ouviu «comentários particularmente perturbantes». Mas Newell frisa também que recebeu apoio de muitos empresários, «empresários sérios, pessoas que tentam levar uma vida decente no futebol», conforme salienta.Susana Valente

Notícias: Internacional