Guido Rossi demite-se da liderança da Federação Italiana

Além de Rossi deixam também a estutura os vice-presidentes Vito Gamberale, Paolo Nicoletti e Demetrio Albertini, enfrentando a FIGC no imediato um vazio directivo. O presidente do Comité Olímpico Italiano (CONI), Gianni Petrucci, que é apontado como eventual alternativa para assumir em transição também a direcção da FIGC, acalma adeptos e clubes de futebol notando que «o futebol virará a página» e que continuará «em absoluta tranquilidade».O futebol italiano continua deste modo envolto em turbulência com o "Calciocaos" a provocar sucessivas rupturas na estrutura das instâncias organizativas do desporto-rei transalpino. Já em Julho tinha sido nomeada Virginia Filippi para o cargo de Directora-Geral da FIGC, sendo a primeira mulher a assumir um cargo de direcção na estrutura. São definitivamente tempos de viragem no futebol italiano...Susana Valente

Notícias: Internacional