Mourinho: nunca serão tão especiais como eu!

As declarações atribuídas a Mourinho são publicadas no jornal inglês Daily Mirror e atestam um treinador português com o ego inchado. O ex-técnico do Chelsea começa por reparar que «os ingleses gostam muito de estatísticas» para depois perguntar se eles saberão «que Arsène Wenger só tem 50 por cento de vitórias na Liga inglesa e que Alex Ferguson, no mesmo número de jogos, dificilmente conseguiu alcançar três pontos em metade deles».
Mourinho diz que o seu Chelsea «bate completamente esses números, com 70 vitórias na Liga, ganhando dois títulos consecutivos no campeonato sem pestanejar e deixando os directores da Premier League à beira de um esgotamento nervoso». «Em toda a história da Premier League, fui o primeiro treinador a tornar-se campeão na sua primeira época», acrescenta.O "Special One" confessa também que se sente por vezes «vítima» do seu próprio sucesso e refere que talvez as «vitórias nos campeonatos e nas Taças tenham chegado demasiado cedo».Lamenta ainda que há uma protecção a Wenger e a Ferguson por parte da comunicação social inglesa e constata que aqueles que dizem que «Mourinho comprou o sucesso, esquecem-se do investimento que o Manchester United fez durante vários anos» ou não ligam ao anúncio de que. «o Liverpool e Rafa Benitez têm 70 milhões de libras para gastar em contratações».O treinador português repara que «o Liverpool não é campeão há mais de 10 anos» e lembra que Benítez não ganhou nenhum campeonato desde que chegou a Inglaterra, realçando contudo que a imprensa nunca fala em nomes para a sua eventual substituição.Fotos: LusaSusana Valente

Notícias: Internacional