Reforço para Mourinho fala sobre morte do pai

Pai de Henrikh Mkhitaryan faleceu aos 33 anos, vítima de um tumor.

Um dos reforços para o Manchester United de José Mourinho tem recordações trágicas: o pai de Henrikh Mkhitaryan faleceu quando tinha apenas 33 anos, vítima de um tumor cerebral.

Hamlet Mkhitaryan, que também jogou futebol, na Arménia e em França, era "o guia e a motivação" do agora jogador do United.

"Espero que ele esteja orgulhoso de mim, lá no céu. Tento fazer de tudo para orgulhá-lo", comentou o médio ao jornal 'The Sun'.

Mkhitaryan recordou que, quando era mais jovem, tinha o sonho de acompanhar sempre o pai para os treinos.

"É muito difícil crescer sem um pai, porque não temos um homem na família que nos guie e que nos discipline", lamentou o jogador, continuando: "Estou triste porque acho que as suas palavras e o seu apoio poderiam ter ajudado o meu percurso. Mas é a vida".

Notícias: Internacional