Ronaldo e Messi terão mais dificuldade em vencer Bola de Ouro

Fim da parceria entre FIFA e France Football fará aumentar a concorrência.

Desde que a FIFA se associou ao prestigiado jornal francês "France Football", para a atribuição do prémio anual da Bola de Ouro, que os vencedores alternaram sempre entre Ronaldo e Messi. O galardão que distinguia até agora o melhor jogador do mundo, volta a ser elaborado apenas pelo jornal gaulês.

Mas o que significa exatamente esta mudança? Se até agora a eleição resultava de um misto entre a votação dos jornalistas dos principais jornais desportivos mundiais, somando as votações dos selecionadores e capitães de equipas nacionais de todos os países, agora apenas os jornalistas entram nestas contas.

Para se ter uma ideia do que pode estar aqui envolvido, dão-se os exemplos dos anos 2010 e 2013. Em 2010 o vencedor foi Messi, mas se fossem apenas contabilizados os votos dos jornalistas, o prémio teria ido para o holandês Wesley Sneijder (Inter). Campeão europeu com Mourinho nessa temporada. Já em 2013, ganho por Cristiano Ronaldo, já seria o francês Franck Ribéry (Bayern) o escolhido.

O regresso às regras antigas vão concerteza trazer mais incertezas na atribuição deste prestigiado galardão. Será este o fim do reinado absoluto do duo Ronaldo-Messi?

Notícias: Internacional