The Best FIFA: Modric acaba com reinado de Ronaldo

O médio croata conquistou pela primeira vez o prémio da FIFA, sucedendo ao português.

O médio croata Luka Modric, que já tinha vencido o prémio de melhor jogador europeu, foi eleito o melhor do Mundo para a FIFA, batendo o português Cristiano Ronaldo e o egípcio Mohamed Salah.

Se houve ano em que o nossa aposta codigo bonus podia ser útil para tentar acertar no Melhor do Ano FIFA, foi este ano. Muitos apostavam que CR7 iria ganhar novamente, mas a sua ausência da cerimónia já indiciava o que viria a acontecer: Luka Modric foi o grande vencedor.

A escolha do médio croata impede o internacional português de chegar ao recorde de seis distinções de melhor do mundo, e acaba com o reinado de 10 anos em que o português partilhou a distinção com o internacional argentino Lionel Messi.

A eleição do The Best, anunciada numa cerimónia realizada em Londres, foi feita pelos seleccionadores nacionais, capitães das seleções, jornalistas e público. A FIFA divulgou as percentagens de votos conquistados pelos vencedores.

Modric obteve 29,05% dos votos para ser eleito o melhor jogador do mundo na temporada 2017-2018, superando o ex-companheiro de clube, actualmente na Juventus, que obteve 19,08%. Salah recolheu 11,23% dos votos.

Melhor jogador:

1. Luka Modric (CRO/Real Madrid) 29,05%

2. Cristiano Ronaldo (POR/Juventus 19,08%

3. Mohammed Salah (EGI/Liverpool) 11,23%

 

Melhor jogadora:

1. Marta (BRA/Orlando Pride) 14,73%.

2. Dzsenifer Marozsan (ALE/Olympique Lyon) 12,86%.

3. Ada Hegerberg (NOR/Olympique de Lyon) 12,60%.

 

Melhor técnico:

1. Didier Deschamps (FRA/França) 30,52%.

2. Zinedine Zidane (FRA/Sem equipe) 25,74%.

3. Zlatko Dalic (CRO/Croácia) 11,81%.

 

Melhor técnico de futebol feminino:

1. Reynald Pedros (FRA/Lyon) 23,15%.

2. Sarina Wiegman (HOL/Holanda) 15,31%.

3. Asako Takakura (JAP/Japão) 12,80%.

 

O Prémio Puskas para melhor golo do ano foi entregue a Mohamed Salah, que levou a a melhor sobre Cristiano Ronaldo e Ricardo Quaresma com um golo marcado ao serviço do Liverpool num jogo contra o Everton.

O guarda-redes belga Thibaut Courtois, recentemente contratado pelo Real Madrid, recebeu o prémio de melhor guarda-redes do ano.

O técnico francês Didier Deschamps, selecionador campeão do mundo pela França em 2018, foi galardoado com o prémio ‘The Best’ para melhor treinador do ano.

O francês, de 49 anos, sucede ao compatriota Zinedine Zidane no palmarés do prémio, sendo que o antigo técnico do Real Madrid era outro dos nomeados, a par do croata Zlatko Dalic, que foi finalista vencido do Mundial2018.

Deschamps conseguiu vencer o Mundial pela França, um feito que logrou depois de o ter feito como jogador, algo que só aconteceu com o brasileiro Mário Zagallo e o alemão Franz Beckenbauer.

Notícias: Internacional