Hilário deve defender baliza do Chelsea frente ao Barcelona

O jogo de sábado foi definitivamente azarado para o Chelsea que frente ao Reading perdeu por lesão as duas primeiras opções para a baliza. O titularíssimo
Petr Cech saiu do campo logo aos primeiros segundos do jogo e poderá ficar de fora dos relvados até ao próximo ano. O internacional checo foi submetido a uma intervenção cirúrgica depois de ter sofrido uma fractura no crânio no seguimento de um
choque com Stephen Hunt, jogador do Reading.Cudicini, que entrou para o lugar de Cech, acabou também por deixar o campo lesionado. Este guardião caiu inconsciente no relvado (conforme se vê na imagem) depois de uma colisão com Ibrahima Sonko e saiu de maca com o pescoço protegido e com uma máscara de oxigénio. A sua situação parece contudo menos grave e na análise de Mourinho resulta de um lance infeliz, mas normal. Já quanto a Cech o treinador português considera que foi «inacreditável» o que aconteceu, sublinhando que «os jogadores deviam respeitar-se melhor». «Tem sorte por estar vivo», diz ainda o técnico. Hunt atingiu Cech na cabeça com a bota e o jogador do Reading refere que estava apenas a tentar ganhar a bola. E o seu treinador, Steve Coppell, pede «desculpa ao Chelsea pelas lesões», salientando que o atleta queria simplesmente colocar «pressão» sobre Cech, «mas de nenhum modo ele quis fazer qualquer contacto», sustenta o comandante do Reading. Já Mourinho alerta que vai «esperar e ver o que a Federação vai fazer», exigindo uma punição a Hunt por parte da estrutura.E com o azar de Cudicini e de Cech, Hilário vai ter a sua grande oportunidade aos 31 anos. O colega de equipa do português,
Joe Cole, constata que o guardião ex-Nacional «parece bom nos treinos e é um guarda-redes experiente», frisa, revelando a confiança da equipa no seu desempenho.Foto: Agência LusaSusana Valente

Notícias: Liga dos Campeões