"Um disparate": reação às palavras do presidente da UEFA

Aleksander Čeferin avisou que Messi e Neymar poderiam não entrar no Reino Unido.

Cardiff, País de Gales, vai receber a final Liga dos Campeões em 2017. Uma final que, se contar com o Barcelona, pode significar a exclusão de Messi e de Neymar desse jogo decisivo. A culpa é do Brexit, segundo o presidente da UEFA.

Aleksander Čeferin lembrou que, como os dois jogadores passam por problemas em tribunal, podem ser proibidos de entrar no Reino Unido, que tem novas regras para pessoas que entram no país.

Esse eventual contexto serviu para o líder da UEFA colocar em causa a realização de finais europeias no Reino Unido: "Se vemos que jogadores não podem entrar no Reino Unido porque têm algum tipo de processo em curso, começaremos a pensar se deveremos realizar lá as partidas de competições europeias".

A rádio Cadena SER contactou a embaixada britânica em Espanha, que classificou as palavras do dirigente esloveno como "um disparate".

Mesmo assim, recorde-se que para o Barcelona está complicado chegar à final da Liga dos Campeões - perdeu por 4-0 em Paris na primeira "mão" dos oitavos-de-final.

Notícias: Liga dos Campeões