Adversário do Nacional lembra goleada do BATE contra o Marítimo

Sergei Politevich sublinha que o Dinamo Minsk não teve medo dos madeirenses, na semana passada.

Foi em 2010 que, no play-off de acesso à fase de grupos da Liga Europa, o BATE Borisov afastou o Marítimo com um total de 5–1 na eliminatória. Quatro anos depois um jogador do Dinamo Minsk, adversário do Nacional na mesma fase, ainda se lembra desses duelos.

"Sabemos que o BATE eliminou o Marítimo com um total de 5-1. Por isso não tivemos receio do Nacional. Na semana passada limitámo-nos a entrar em campo e a fazer o nosso trabalho", analisou Sergei Politevich, sobre a vitória dos bielorrussos sobre o Nacional por 2-0, em Borisov.

O Dinamo não sofre golos há 450 minutos, nas competições europeias: "É muito importante evitar sofrer golos. Nós damos sempre prioridade aos resultados e a jogar de acordo com eles. As nossas atuações defensivas são de grande importância e nós queremos atingir os nossos objetivos".

"Nós entendemos que o Nacional tem qualidade e sabemos o que esperar deles. É difícil saber em que lugar terminariam se jogassem na nossa liga, mas têm uma boa equipa e estão entre as melhores do seu país. Estamos confiantes mas mantemos os pés no chão. Vamos enfrentar um longo voo e condições climatéricas diferentes. No entanto estamos em vantagem e vamos a Portugal jogar o nosso futebol. Só no fim é que olhamos para o resultado", acrescentou o defesa.

Citado pelo portal da UEFA, Politevich destacou: "Estamos muito empenhados em atingir a fase de grupos da Liga Europa". O jogo na Madeira, relativo à segunda "mão" deste play-off, começa às 19h45 de quinta-feira.

Notícias: Liga Europa