Oh, meu Porto, onde a eterna mocidade...

Nada melhor do que dizer os primeiros versos do Hino do meu clube do coração, o F C Porto, para expr

Oh, meu Porto, onde a eterna mocidade. Diz à gente o que é ser nobre e leal. Teu pendão leva o escudo da cidade. Que na história deu o nome a Portugal...

Nada melhor do que dizer os primeiros versos do Hino do meu clube do coração, o F C Porto, para expressar toda a minha alegria e orgulho por um grupo fantástico, onde pontifica o profissionalismo, a ambição desmedida de querer vencer sempre mais, a excelente organização duma Direção e a confirmação inequívoca do melhor clube português da atualidade, e isto custe o que custar a um grupo de pessoas que, o melhor que conseguiram este ano, foi uma humilhação completa de inêxitos em toda a linha desportiva eclética das suas hostes.

Para isso, falam os números, os resultados, o palmarés de um clube glorioso, e todo um mar de gente cada vez mais vestida de Azul e Branco, que se vai alimentado de vitórias atrás de vitórias, de suplantar recordes no panorama nacional e internacional, e que dia após dia vai rejubilando uma região e um país inteiro cada vez mais rendido às suas conquistas.

É pois hora de darmos os parabéns a quem tem o devido e real valor, de acabarem de vez com as andrajosas e repetitivas justificações de mau perder do seu eterno rival, o Benfica, que para benefício do próprio Porto, ainda não compreendeu que quanto mais envereda pelo caminho do ataque direto e antidesportivo ao seu rival, escusando-se a dar-lhe o inegável valor a que tem direito, em vez de olhar para dentro das suas fileiras e dos seus próprios erros, vai ajudando a uma liderança cada vez mais forte, não só do próprio F C Porto, mas também na consumação duma região.

Uma região onde o Sporting de Braga começa a dar cartas, cotando-se já como um dos quatro melhores clubes portugueses, e aqui só tenho pena de não haver outra Taça para homenagear e partilhar com um clube, que com um orçamento muito mais baixo, consegui um feito extraordinário, justificando assim que nem sempre o dinheiro é a única solução, mas também, a boa organização de um clube e de todo um conjunto de valências substantivas que estarão na base de qualquer sucesso desportivo, e na excelência do serviço contínuo de todos quantos trabalham no F C Porto.

Parabéns e Viva o Porto para sempre. Saudações desportivas

Acompanhe os artigos do Relvado no Facebook e no Twitter.

Notícias: Liga Europa