Valdano: "Fica claro o vencedor"

Afastado do Real Madrid, o ex-diretor-geral não tem problemas em explicar o que aconteceu. Mas diz q

Jorge Valdano afirmou esta quarta-feira que, se havia a perceção de uma batalha com o treinador José Mourinho no Real Madrid, "fica claro o vencedor", depois de o clube ter anunciado a rescisão de contrato com o diretor-geral.

"Fez-se uma batalha da que tentei escapar, porque acreditava que não era boa para o Real Madrid. Respeito muito este clube, gosto dele, ensinou-me tudo. Chegado ao final desta temporada, é o clube que tem de tomar uma decisão e a opção é clara. Se a perceção é a de que havia uma luta entre os dois, fica claro o vencedor", disse Valdano, em conferência de imprensa no Estádio Santiago Bernabéu.

Valdano falava depois de o presidente do clube, Florentino Pérez, ter anunciado a decisão da junta diretiva de extinguir o cargo de diretor-geral e rescindir o contrato com hispano-argentino, reforçando os poderes e a autonomia de José Mourinho.

"Nunca transformei o Real Madrid em campo de batalha. Todo o meu esforço ao longo desta temporada foi de contenção. Fui mais diretor-geral do que Jorge Valdano. Foi um esforço que se viu claramente quando fui porta-voz, quando estava obrigado à prudência, à responsabilidade e ao sentido institucional", afirmou Valdano.

 

"Não sei que intenções teve Mourinho"

As suas relações com Mourinho ao longo da temporada foram sempre tensas e o português chegou a manifestar publicamente o desagrado por algumas intervenções de Valdano, ex-jogador do clube.

"Não sei que intenções teve Mourinho. Eu fiz um esforço para tentar reduzir o ruído que havia em redor do clube. Pedi a Florentino uma reunião a três, com ele, o treinador e eu, mas não foi possível", contou Valdano.

O antigo internacional argentino disse que "com o passar do tempo mudaram as ideias no clube e chegou um momento em que não estava cómodo com a nova situação", uma vez que o Real Madrid tomou opções nas quais não se revia. "Fiquei sozinho e encontrei refúgio nos valores do clube", acrescentou.

Apesar de tudo, Valdano pensa que a manutenção do português é uma decisão acertada: "É saudável a sua continuidade depois de muito tempo de instabilidade. O Madrid tem de fixar-se num projeto. Precisamos de uma liderança forte e Mourinho representa-a".

Acompanhe os artigos do Relvado no Facebook e no Twitter.

Notícias: Mourinho