Para onde vai o V. Guimarães?

O Vitória de Guimarães, no dizer do seu novo presidente, não tem dinheiro nem para mandar cantar um

O Vitória de Guimarães, no dizer do seu novo presidente, não tem dinheiro nem para mandar cantar um cego (que me desculpem os invisuais, pois não quero desrespeitá-los com isto). Por esse motivo está a desmantelar uma equipa que, embora não fosse uma grande maravilha, sempre conseguia bater o pé aos maiores cá do burgo e obter uma classificação final honrosa, por vezes até sendo qualificado para as competições europeias.

Assim, o Vitória já rescindiu contrato com os seus melhores jogadores da época transata. Nilson, Pedro Mendes, Nuno Assis, Edgar e João Alves, já não calçam pelo clube da terra onde nasceu D. Afonso Henriques. Para piorar as coisas, embora a Liga os tenha deixado inscrever, ilegalmente, para a competição do próximo ano, estão proibidos de o fazer por ainda não terem saldado as dívidas que têm à Segurança Social, ao Fisco, e a muitos dos seus jogadores.

Ora não tendo dinheiro para fazer face a todas as dívidas que têm, como vão ter dinheiro para contratar jogadores que venham a honrar os pergaminhos do clube? Que jogadores vão eles comprar? Estão a ficar só com o refugo, e só têm para já 16 jogadores, e se vão contratar também refugo, para onde caminha este Vitória? Para a derrota, não é?

Até onde poderá vir a chegar este Vitória de Guimarães? Será o primeiro clube a assumir que é para descer de divisão? E desta forma, ao contrário do que tem sido nos últimos anos, logo no primeiro jogo do campeonato que vão fazer contra o todo poderoso FC Porto? Não vai ser um passeio para os portistas?