Carolina Salgado alvo de seis queixas-crime


Carolina Salgado alvo de seis queixas-crime
Já terão dado entrada nos Tribunais do Porto e de Gaia seis queixas-crime contra Carolina Salgado. A notícia é avançada pela
Rádio Antena 1 que sublinha que estão em causa crimes de difamação, furto e extorsão, com a estação a notar que a ex-companheira de Pinto da Costa terá reclamado 500 mil euros para se manter calada antes da publicação do seu livro. Carolina Salgado é destaque de capa da revista Focus nesta quinta-feira com a antiga namorada do presidente do Porto a sublinhar em entrevista que Pinto da Costa será preso devido ao processo "Apito Dourado" quando deixar o FC Porto. «Quando ele sair do clube vai acontecer-lhe o mesmo que a Vale e Azevedo. Vai preso», salienta.



O Jornal de Notícias anuncia entretanto que Carolina Salgado vem colaborando com a Polícia Judiciária há cerca de dois meses. De acordo com o diário ela tem vindo a fornecer «várias informações» sobre Pinto da Costa à PJ, realçando que a «colaboração da ex-namorada do presidente do FC Porto com as autoridades tem tido carácter informal» e que tem motivado várias deslocações de Carolina Salgado a Lisboa. O Jornal de Notícias adianta que a ex-namorada do líder dos dragões tem revelado à PJ «aspectos da vida financeira e bancária de Pinto da Costa».
A mesma fonte conta também que «alguns aspectos de várias personalidades (não só de Pinto da Costa e outras individualidades referenciadas no texto final) foram retirados [do livro de Carolina Salgado] por sua própria decisão ou no seguimento de conselhos de juristas». O Jornal de Notícias garante por fim que a ex-companheira do dirigente desportivo se esquivou a publicar com o livro alegados documentos que provarão as suas alegações contra Pinto da Costa.

Notícias: Porto