Falta a tradição, falta o sucesso

Sartor diz: "se bem que a coluna vertebral da Selecção é preponderantemente constituída por ex-jogadores do FC Porto, a verdade é que neste momento o Porto não tem quase nenhuns jogadores portugueses internacionais A no seu plantel. O FCP desde sempre construiu as suas equipas com uma base de jogadores portugueses e assim ganhava em 2 frentes: no amor à camisola e na tradição da cultura do clube. Esses 2 factores eram o segredo do sucesso da equipa da Invicta. Hoje em dia o 11 do FCP
é constituído por mais estrangeiros do que nacionais. Isto quererá dizer muito em relação à desorganização
presente e à quebra dos costumes pelos quais desde sempre o clube se regeu. Não
há amor à camisola, não há mística, não há vitórias."

Notícias: Porto