FC Porto apresenta-se com vitória

Golo (irregular) de Jackson deu o triunfo ao campeão nacional, frente ao Celta de Vigo.

O FC Porto derrotou o Celta de Vigo por 1-0, neste domingo, no jogo particular que serviu de apresentação do plantel portista aos seus sócios e adeptos, no Estádio do Dragão.

Em dia de apresentação para a nova época, Paulo Fonseca optou por um "onze" titular sem qualquer reforço: Helton; Danilo, Otamendi, Mangala, Fucile; Fernando, Defour, Lucho; Varela, Jackson, Iturbe. E começou bem a turma portuguesa, que tinha quase sempre a bola, procurando constantemente espaços na defesa contrária. Não foi preciso esperar mais de 12 minutos para ver Lucho, de calcanhar, assistir Jackson, que inaugurou o marcador; uma jogada que deveria ter sido anulada, já que o colombiano estava em posição irregular clara (cerca de dois metros à frente do último defesa espanhol, no momento do belo passe de Lucho).

O FC Porto continuava a ser superior nos primeiros 30 minutos e foi exatamente Lucho a estar perto de novo golo. No último quarto de hora o Celta reagiu, passou a ter a bola durante mais tempo e quase reduziu; Helton evitou o empate, já perto do intervalo. No segundo tempo, a coesão diminuiu e o ritmo e interesse caíram. Foi o conjunto galego a criar as situações mais perigosas, primeiro por Nolito, ex-Benfica, com o poste e Otamendi a "salvarem" o FC Porto. Mais tarde o protagonista foi novamente Krohn-Dehli, que falhou a finalização por centímetros; Mangala também tentou o golo, mas David respondeu de imediato, com Fabiano a brilhar. Eram sinais de um Celta mais perigoso que o adversário, mas que não foram suficientes para chegar à igualdade até final.

Ainda houve espaço para um momento mais "quente", quando Kelvin deu três pontapés consecutivos em Nolito, o espanhol reagiu, "ameaçando" uma cotovelada, e quase todos os elementos do banco do FC Porto levantaram-se e entraram em campo, na direção do espanhol - o jogo ainda esteve interrompido durante algum tempo.

Três ausentes - Como já se esperava, Rolando, Quiñones e Atsu não foram apresentados antes da partida. Como curiosidade, em relação aos números, Josué é o novo número 8 e Quintero fica com o 10 (o jovem colombiano estreou-se, entrando já aos 84 minutos).

Notícias: Porto