FC Porto: Pinto da Costa aguenta Vítor Pereira, mas até quando?

Treinador já terá comunicado aos jogadores que sai de cena se a equipa não vencer na Ucrânia, frente

A eliminação do FC Porto da Taça de Portugal, com uma goleada de 3-0 no reduto da Académica, deixa o treinador Vítor Pereira em maus lençóis no reduto dos dragões. A equipa da Invicta joga na quarta-feira na Ucrânia, diante do Shakhtar, uma carta decisiva na Liga dos Campeões e um mau resultado poderá definitivamente determinar o adeus do técnico ao clube.

Além da contestação dos adeptos, Vítor Pereira não terá o apoio de "jogadores influentes da equipa e de elementos destacados da SAD portista", conforme avança o jornal Correio da Manhã. O Diário de Notícias reforça a ideia, sublinhando que "só Pinto da Costa segura Vítor Pereira".


Perante este presumível cenário, o próprio Vítor Pereira estará já a apontar para a saída do clube e, segundo o Correio da Manhã, o treinador terá manifestado ao plantel que "abandonará o leme da equipa caso não vença o duelo europeu com o Shakhtar, em Donetsk".


O FC Porto está em situação delicada na Liga Milionária, onde está obrigado a vencer para poder almejar seguir para os oitavos-de-final da prova. Na partida na Ucrânia os dragões poderão ficar logo afastados da próxima fase e ver complicadas as contas para o apuramento para a Liga Europa, o que poderá colocar a cabeça de Vítor Pereira definitivamente na bandeja.

Ao terceiro jogo sem ganhar os adeptos portistas perderam a pouca confiança que tinham em Vítor Pereira e insultaram o treinador, lançando tochas contra o autocarro da equipa à sua chegada ao Dragão, depois da derrota em Coimbra. Foi Pinto da Costa quem acalmou os ânimos dos cerca de 200 portistas revoltados. "Deixem-nos trabalhar", foi o que disse o presidente portista. Falta saber até quando...

 

Notícias: Porto