FC Porto: o prejuízo e os 95 milhões recusados

Relatório confirma o maior prejuízo na história do clube portista.

As despesas com o plantel foram elevadas, o lucro de vendas de passes foi menor, os resultados no futebol ficaram longe do desejado, os lucros da UEFA também menores e, como consequência, o FC Porto apresentou nesta quarta-feira o maior prejuízo da sua história.

O relatório enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários demonstra um prejuízo de 58,4 milhões euros. O passivo total aumentou para 349,181 milhões de euros - mais 73,049 milhões do que na época passada. O ativo aumentou para 375,045 milhões de euros.

O presidente Pinto da Costa admitiu que a época não foi boa mas está confiante num "novo período de sucesso" no Dragão.

O administrador Fernando Gomes contou aos jornalistas que, no verão passado, chegaram propostas por Danilo, André Silva e Herrera. A direção do FC Porto recusou propostas que, ao todo, chegavam aos 95 milhões de euros, para manter a qualidade do plantel.

Fernando Gomes lamentou ainda o valor gasto em salários: "Os vencimentos estão inflacionados para números além do razoável no mundo do futebol".

Notícias: Porto