FCP: clube nega ter pago viagens


FCP: clube nega ter pago viagens
A SAD do FC Porto nega alguma vez ter pago viagens a magistrados «com intervenção directa ou indirecta nos arquivamentos dos processos do "Apito Dourado"» e pede uma «investigação a todas as viagens de magistrados que acompanharam outros clubes nas competições europeias».

Em comunicado no site oficial do clube, a administração do FC Porto refere que apenas convidou «magistrados que faziam parte dos órgãos sociais do clube e da Federação Portuguesa de Futebol, para acompanhar a equipa de futebol profissional, fundamentalmente em finais europeias».

A SAD do clube pede ainda ao Procurador Geral da República que ordene uma investigação à notícia do Correio da Manhã pois, a ser verdadeiro, o teor da mesma constitui uma «violação do segredo de justiça, que só pode ter tido origem numa fuga de informação interna». Caso a notícia seja falsa, o clube também defende que se abra um inquérito, por ter sido «colocada em causa a reputação e honra» dos magistrados do Ministério Público.

Recorde-se que ontem, o Correio da Manhã publicou uma notícia onde era dito que a PGR está a investigar a relação entre o arquivamento de processos e as viagens supostamente pagas pelo FC Porto a diversos magistrados.

Notícias: Porto